http-equiv='refresh'/> BLOG DO ANDRÉ DO TÁXI - NOTÍCIAS SOBRE TÁXIS RJ - PONTO DE ENCONTRO PARA DEBATES DE IDEIAS: Fevereiro 2013

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

ATO PÚBLICO AS 07:OO DA MANHÃ NA ILHA DO GOVERNADOR *** LEVE O SEU PROTOCOLO DE PROCESSO DE TRANSFERÊNCIAS

SEXTA FEIRA, DIA 01/03/2013 
HORÁRIO: 07 HORAS DA MANHÃ
Não é carreata, será um ATO PUBLICO
Vá de camisas pretas, POIS A COISA ESTÁ PRETA PARA O TAXISTA!

A concentração será manhã dia 01 de março de 2013,sete horas da manhã na estrada do Galeão, em frente a lanchonete Mc Donald's, na Ilha do Governador.

Os primeiros que chegarem vão estacionar no Mc Donald's e os demais no estacionamento do Casa Show.

Vamos fazer um ato a pé, a fim de não expor os taxistas e correr risco de multas ou reboque.

O objetivo é chamar atenção da população para nosso dilema devido a liminar e a apreciação pela derrubada do veto presidencial no PLS 253/09.

Acreditamos que as 10:00 já estaremos liberados.

Haverá uma inauguração com a presença da presidente Dilma Roussef, Prefeito Eduardo Paes, Governador Sérgio Cabral entre outras autoridades.

Vamos lá! esta é nossa oportunidade de fazermos nossos pedidos.

SECRETÁRIO CARLOS OSÓRIO IRÁ PEDIR A JUSTIÇA QUE AUTORIZE CONCLUIR AS TRANSFERÊNCIAS JÁ PUBLICADAS.


Em conversa telefônica na manhã de hoje com o secretário Carlos Osório, repassei o pedido das pessoas que estão com processos de transferências publicados, algumas com ofícios do Detran e Ipem, faltando apenas a conclusão dos processos na SMTR. 

Impedido por uma liminar, Osório disse que irá pessoalmente, junto com o procurador do município pedir em caráter excepcional ao tribunal de justiça pedir que seja autorizado a fechar as transferências pendentes. 

Para isto, precisamos reunir numa lista, o nome e número de processos das pessoas nesta situação. 

Peço que façam suas listas da seguinte maneira: 

NOME                                            Nº DO PROCESSO                                                    TEL

Fulano de tal                                     0304/00000000/2012                                              xxxx-xxxx
Cicrano de tal                                    0333/00000000/2011                                             xxxx - xxxx

As pessoas que estão nesta condição, já se mobilizam em pequenos grupos, se aglomeram com os despachantes que fizeram seus processos, por isso pedimos a estes que avisem e levem suas informações ao nosso encontro pela manhã, às 07 horas na estrada do Galeão. 

O agravo(recurso) da Prefeitura, será julgado daqui a 30 dias aproximadamente, então vamos fazer este pedido por razões de dano irreparável, caso das pessoas que estão com prestações de carros vencidas ou vencendo, uma vez que está tudo paralisado desde 21 de janeiro de 2013.

Quanto as pessoas que possuem RATR, o caso é outro, a proibição não é contra os auxiliares e sim contra permissionários e empresas. 

A parte autora, pediu que os permissionários e empresas fossem proibidos de ter NOVOS AUXILIARES, daí o porque de quem tem RATR não estar conseguindo fazer seu cartão. 

Esse pedido tem por objetivo forçar a barra, fazendo com que investidores e empresas devolvam suas permissões, uma vez que não podem alugar para ninguém. O efeito colateral é que em pouco mais de um mês, dezenas de trabalhadores estão sem suas frentes de trabalho. 

Será que para prejudicar as empresas de táxis e os permissionários, os auxiliares tem de pagar a conta ?

AGUARDO TODOS VOCÊS PELA MANHÃ, ACORDE CEDO E SE JUNTE A NÓS NESTA OPORTUNIDADE ÚNICA DE FAZERMOS DOIS PEDIDOS: 

- APRECIAÇÃO E DERRUBADA DO VETO DO PLS 253/09
- DERRUBADA DA LIMINAR DA 2ª VARA DE FAZENDA PÚBLICA

É preciso empenho das autoridades, que eles possam conhecer a nossa realidade. 

Vá, saia de casa e participe, leve sua esposa, filhos, amigos, vizinhos ou alguém de sua família. 
Ligue para os colegas, passe e-mail, publique em sua rede social, divulgue geral

Até daqui a pouco.

SEXTA FEIRA, DIA 01/03/2013 
HORÁRIO: 07 HORAS DA MANHÃ
Não é carreata, será um ATO PUBLICO
Vá de camisas pretas, POIS A COISA ESTÁ PRETA PARA O TAXISTA!

MOVIMENTO: ATO PÚBLICO PACÍFICO E ORDEIRO

NÃO ADMITIMOS EM NOSSO MEIO, XINGAMENTOS, BRIGAS E POSTURAS INADEQUADAS DE CIVILIDADE, VAMOS MOSTRAR AO BRASIL A NOSSA CAUSA. 

VAMOS CHAMAR A IMPRENSA!

EMPRESAS DE TÁXIS VÃO CONTINUAR EM BELO HORIZONTE - MG E VÃO PARTICIPAR DAS LICITAÇÕES


As empresas de táxis na cidade de Belo Horizonte são responsáveis por cerca de 10% das 6.000 permissões de táxis. São mais de 40, algumas com apenas 05 carros e a maior não passa de 50 na mesma frota.

                                          CRISTIAN, PRESIDENTE DA COMOTAXI-BH

Com a distribuição das permissões através de Licitações, taxistas estão se organizando em sociedade e abrindo novas empresas, com o intuito de disputarem as permissões como PESSOA JURIDICA.

Na licitação, as PJ não irão disputar apenas as permissões destinadas a veículos adaptados do tipo Doblô que fará o transporte de deficientes físicos e tem alto valor de investimento, participarão também das permissões convencionais.

As regras gerais serão as seguintes: Cada empresa ( permissão) terá direito apenas a 12 carros por CNPJ, mas nada impede que no futuro recebam benefícios para ampliarem suas frotas.

Assista o vídeo a seguir, e ouça depoimentos de dois presidentes de cooperativas da cidade mineira onde o sistema de táxis está usando a LICITAÇÃO como processo de escolha.

Afirmar que apenas investidores desejam a transferência, é simplista demais, e com certeza estas afirmações são feitas por pessoas que não tem contato com a realidade e de trás de suas mesas de madeira de lei, sentados cadeiras acolchoadas e escritórios com ar condicionado em ambiente climatizado, desconhecem o que está passando a família do taxista, e não tem percepção que esta medida está trazendo muito sofrimento e dor para centenas e chefes de família.

LICITAÇÃO EXISTE SIM, PERMISSÃO NÃO É DIREITO ADQUIRIDO

Em doze anos de luta, taxistas não creram que a licitação poderia ser real e perderam seus direitos a transferências e herança.


Mácio, presidente da Coopertáxi BH, fala sobre os prejuízos da licitação para as famílias dos taxistas.


CÂMARA DOS VEREADORES, PODE RESOLVER ?


Pode sim, da mesma maneira que resolveu em 2012, mas aparando as arestas. 

Uma brecha, a palavra utilizada PERMISSÃO. Este é o ponto de partida para todo esse conflito de idéias. 

Se for permissão ou concessão, tem de ter licitação SIM

Se for autorização, alvará, ponto, placa, cartãozinho que permite explorar o serviço de utilidade pública táxis, NÃO tem que ter LICITAÇÃO. Se bem que este último nome é bastante grande.

Um projeto de Lei do vereador Chiquinho Brazão, o PL 1225/11, já previa esta discussão mas foi apensado ao PL 1500/07 do vereador Jorge Felippe. No primeiro já se falava em AUTORIZAÇÃO mas seu texto foi arquivado devido a ordem cronológica das matérias e por serem análogas ( parecidas). 

Leva tempo aprovar uma Lei, mas resolve. 

Vamos chamar esta frente de nº 03


DERRUBADA DO VETO EM BRASÍLIA, RESOLVE ?


Sim, o PLS 253/09, se derrubado seu veto ( negado) parcial, encerra a discussão.

Vamos chamar esta frente de nº 02

Lembrando que existem outras opções de soluções já na gaveta por lá


ENTRAR NA JUSTIÇA RESOLVE ?

Resolve SIM! Por isso entramos, para ter o direito de falar, de expor o nosso ponto de vista e instruir o processo de modo a nos defender. 

Vamos chamar esta ação de nº 01

Não temos como garantir decisões, não estamos comprando sentenças e sim exercendo nosso direito. 

Pare e pense um pouco, reflita :

Uma associação entra na justiça e diz nos autos ( processo) que representa a vontade de uma categoria e que está tudo desorganizado, que deve se paralisar todos os serviços, que a prefeitura é uma bagunça, que o sistema não fiscaliza e nem define o que é táxi e daí para baixo. 

Um Juiz lê e instruído pelos autos, decide condenar a Prefeitura a se abster de realizar estes serviços, com base no que lhe foi apresentado. 

A Prefeitura rebate, mas seus argumentos não convencem de que há urgência na derrubada da liminar. 

Nesta "briga" entre associação e prefeitura, estamos nós no meio, e aí ? Quem nos representa ?

Deveria ser o sindicato sem dúvidas, mas eles não entraram por considerar que estariam defendendo os direitos de quem não é taxista, os que não possuem RATR e as transferências e viúvas, pessoas que ainda não são taxistas. 

Daí sobrou para mim, que por sugestão de colegas decidimos contratar um advogado, busquei o melhor que conheço e de confiança, que possa nos representar e atingir nossos objetivos. 

Bons profissionais custam caro, o nosso está nos custando R$ 48.000,00 e até agora arrecadamos R$ 26.400,00, conforme os comprovantes que ficam a disposição de todos os interessados em nossa reunião.

Dividimos em quotas de R$ 120,00 cada, pedimos aos colegas que compareçam munidos de cópias da CNH, do CARTÃO ( permissionário ou auxiliar) e efetue o pagamento. 

Já tive que ouvir tanta "gracinha" por conta de estar a frente desta empreitada, que muitas vezes me trás desgosto em querem ajudar uma classe que só se importa com seu próprio umbigo. 

Neste momento eu paro e peço ajuda a Deus e renovo minhas energias, lembrando que temos de ser o sal da terra e a luz do mundo, o sal para dar gosto e a luz para iluminar os caminhos. 

Faça a diferença, participe desta empreitada, é fato que muitos "espertos" vão se beneficiar do nosso esforço, mas se não o fizermos, ninguém faz!

FELIZ É AQUELE QUE APRENDE COM OS ERROS DOS OUTROS, não vamos permitir em nossa cidade o que aconteceu com nossos companheiros em outros municipios. 

JUNTOS, SOMOS MAIS FORTE! Já somos 218 pessoas, seja o próximo 

VENHAM AO CLUBE GARNIER
RUA ANA NERI, 1540 - ROCHA
QUINTA FEIRA DIA 28/02/13
HORÁRIO: 13 HORAS

*Vamos decidir se vamos ou não fazer uma carreata.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

MOBILIZAÇÃO EM FAVOR DOS TAXISTAS PREJUDICADOS PELA LIMINAR

Quinta feira dia 28 de fevereiro de 2013, estamos convocando todos os interessados na liberação das permissões cassadas e revogadas, transferências, benefícios de viúvas e pessoas com direito a DNM.

O que ainda não ficou compreendido é que estamos passando por uma mudança radical no sistema de táxis no que trata do modo com que as permissões/autorizações são outorgadas e a atuação dos auxiliares.

LIBERAÇÃO DAS PERMISSÕES CASSADAS

Um ponto importante a se destacar, é a maneira com  que as possíveis permissões serão distribuídas para os auxiliares, existem duas propostas.

A) Através da Lei 5.492/12 art. 6º, em que há um critério impessoal e objetivo de escolha, que o taxista concorrerá entre os colegas com maior tempo de serviço unica e exclusivamente. A oferta será em cima das permissões que já existem, portanto o plano diretor nada o impede, porque não seriam novas permissões.

B) Através da Licitação: Além do fato de ser um processo aberto a todos os interessados, os auxiliares disputarão com outros motoristas profissionais. Não há garantias de que haja interesse da Prefeitura irá licitar as cassadas, ela pode simplesmente alegar que não faltam táxis e que a quantidade é suficiente para atender a população e ficarmos sem ao menos uma oportunidade.

TAXISTAS IMPEDIDOS DE EXERCER A PROFISSÃO, MESMO OS QUE POSSUI RATR

Com relação aos trabalhadores que não conseguem se cadastrar num carro, deram baixa num carro e não conseguem entrar em outro, a SITUAÇÃO É DIFERENTE do primeiro processo de 2011 onde se impediu apenas os que não possuia RATR ( cadastro na SMTR).

O pedido do autor foi para que a Prefeitura não cadastrasse NOVOS AUXILIARES, daí a confusão.
Não importa se já foi taxista ou não, sem tem registro ou cadastro na SMTR ( RATR), o permissionário ou empresa é que não pode cadastrar o novo motorista para lhe auxiliar.

Quando digo que o direito de se ter auxiliar não é um benefício apenas do permissionário, mas também o direito das pessoas trabalharem, por isso sou contra o fechamento da inscrições de novos auxiliares, por gerar esse tipo de situação.

PROCESSOS DE TRANSFERÊNCIAS E VIÚVAS, PORQUE NÃO CONCLUEM OS PROCESSOS ?

Apesar de já ter havido publicação em diário oficial dos ofícios e inclusive alguns já fizeram o processo de transferência de propriedade no DETRAN e IPEM-RJ, a Prefeitura foi impedida por via judicial de fazer transferências a partir da data de 21 de janeiro de 2013. 

Em seus cadastros a permissão ainda está no nome do antigo permissionário até que se façam o DETRAN e IPEM, por isto para a justiça, numa possível denuncia dos autores ou da oposição, de que houve a transferência após a decisão judicial. 

Caso liberassem hoje a finalizaçao dos processos de transferências, a Prefeitura estaria agindo em descumprimento de decisão judicial, que tem multa prevista no valor de R$ 50 MIL reais por cada ato e ainda o autor pode ser preso por crime de desobediência.

Muitos entram aqui na internet e dizem a Prefeitura está agindo com pouco caso e que estamos aceitando tudo calado, isso é uma mentira para desmotivar, e provocar um esvaziamento em nossa mobilização.


COMO BUSCAR A SOLUÇÃO PARA A LIBERAÇÃO DA LISTA DAS CASSADAS, TRANSFERÊNCIAS, VIÚVAS E ENTRADA DE AUXILIARES ?

Pela justiça, estamos entrando como terceiros interessados e prejudicados, pois a "briga" é entre uma associação e a Prefeitura, por esta maneira esse é nosso papel, assistir ao juízo, informando os efeitos desta liminar, declarando que a associação NÃO NOS REPRESENTA, entre outros argumentos. 

COMOÇÃO PÚBLICA.

Quem tem fome, tem pressa...

Precisamos de fazer algum ato público para demonstrar a população, a imprensa e a justiça que estamos pedindo apenas o direito de trabalharmos. 

Mas como vou fazer isso, se você prejudicado quer ficar em casa deprimido e aguardando respostas de quando vai cair a liminar ? 

Talvez nunca caia se não formos a luta!

O local de concentração será nesta quinta feira às 13 horas no Clube Garnier.

Rua Ana Neri, 1540 - Rocha
Quinta feira dia 28/02/13

Vamos decidir em assembléia o que vamos fazer, se partimos dalí da reunião ou marcamos uma data para isto. 

LEVANTE A CABEÇA. DIVULGUE AOS SEUS COLEGAS, NÃO CUSTA NADA PARTICIPAR DESTA REUNIÃO.

******************************************************************************************************************************************************************
NESTA QUINTA FEIRA DIA 28 DE FEVEREIRO VAMOS RECOLHER OS ABAIXO ASSINADO COM RELAÇÃO AO INSULFILM

Traga seu abaixo assinado para entregarmos na SMTR nesta quinta feira.

Assine virtualmente em : 



Compartilhem este link. Fecharemos as 09 horas do dia 28/02/13.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

ABRACOMTAXI - ENCONTRO NACIONAL DE TAXISTAS



REPRESENTANTES DAS CIDADES DE MINAS, RIO GRANDE DO SUL, PARANÁ, SÃO PAULO ( capital e região metropolitana) e RIO DE JANEIRO
 Terminou na tarde de hoje dia 26 de fevereiro de 2013, o II ENCONTRO NACIONAL DA ABRACOM - TÁXI, que reuniu representantes de cooperativas de táxis associadas e convidados como o Jornal Taxinforme, sindicatos, deputados e o vereador Marcelo Aro - PHS-MG

Em tela debates sobre como reagir as mudanças do sistema de táxis em relação ao direito de sucessão e hereditariedade das permissões ou autorizações.

Assunto que foi debatido no dia 25 e 26 deste mês, como tema principal da reunião, a fim de resguardar os direitos dos taxistas e de suas familias em todo o Brasil.

Foram abordadas as possíveis saídas para a manutenção destes direitos, e ficou bem claro que os taxistas devem manter contato com os vereadores de suas Câmaras Municipais e Prefeituras.

Existem soluções em Brasília, e vamos buscar este apoio por lá. Esforços serão concentrados com a ajuda dos parlamentares Osmar Serraglio - Paraná, senadores Gim e Renan Calheiros e deputados federais, entre eles Carlos Alberto Lopes ( Lei Seca) do Rio de Janeiro.

Soluções para diminuir os custos das mensalidades das cooperativas, através da redução de carga tributária, também foi destaque.

A próxima reunião será entre os dias 20 e 21 de Maio em Curitiba-PR

A ABRACOM TÁXI, tem sede em Guarulhos- SP e o presidente se colocou a disposição pelo e-mail:
presidencia@abracomtaxi.com.br para maiores informações sobre a entidade.
AMERICANO DA CIDADE DE GUARULHOS ( terno preto) e COLEGAS DO RJ E SP
A questão de se deve haver licitação ou não nos táxis, se tornou uma questão nacional e tráz prejuízos a toda a categoria.
Existe uma falsa ilusão de que os auxiliares somente podem ter acesso e oportunidade a uma permissão através deste processo de escolha, mas existem outros.
*********************************************************************************

PERDA DO DIREITO DE TRANSFERÊNCIA PREJUDICA TAXISTAS HA MAIS DE 04 ANOS EM JUIZ DE FORA/MG

Muitos não acreditam que podem perder o direito de transferências de terceiros e/ou filhos, benefícios, hereditariedade e que o processo de escolha da liberação das permissões cassadas pode ser alterado e a lista não ser publicada.

É um video de menos de 02 minutos, que vale a pena assistir.
Há cerca de 05 anos, não existem mais transferências na cidade de Juiz de Fora, cidade a 170 KM do Rio de Janeiro.

O taxista que mostramos, exerce sua profissão há mais de 25 anos, e quando ele entrou, teve que ser através da desistência de outro, investiu tudo o que tinha, e agora ?

É muita hipocrisia quando o assunto é compra e venda, este comprou para ele mesmo poder trabalhar, seguiu uma regra de mercado em que se programou para quando se aposentar, o que não está longe, ele terá perdido um direito que o incentivou na permissão.

******************************************************************************************************************************************************************

SEJA O PRÓXIMO A GRAVAR ESTE VÍDEO

Já que você anda muito ocupado para ir numa reunião do clube Garnier lutar pelo seu direito.
Já que decidiu julgar que o André está mais interessado em juntar pessoas numa ação na justiça e pagar um advogado que contratou para resolver O SEU PROBLEMA.
Já que não está nem aí, porque acredita que está tudo resolvido
Já que você está comemorando porque a justiça proibiu que permissionários e empresas inscrevam NOVOS AUXILIARES ( com ou sem RATR).
Já que foi você quem investiu tudo o que tinha numa permissão para trabalhar e está em casa chorando esperando a solução cair do céu, achando que a PREFEITURA ou APENAS O ANDRÉ irá resolver sua situação.

Eu lhes faço o convite: SEJA O PRÓXIMO A GRAVAR ESTE VÍDEO, e posso adiantar suas falas.

Eu não acreditei que isso iria acontecer, pois é agora estou ferrado e não sei por onde recomeçar minha vida...

Cadê os auxiliares que pediram a liberação das permissões cassadas ? Se não houver mobilização, tudo vai continuar parado e caso seja desligado de seu carro, vai ficar a pé !

O MOMENTO PEDE UM ATO PÚBLICO EM FAVOR DOS NOSSOS DIREITOS

O uso da força deve ser progressivo, estamos num verdadeira 'guerra' em que usamos os recursos disponíveis e os aplicamos na hora certa. 

Toda vez que marco algum tipo de manifestação, alguns poucos guerreiros comparecem, como dizia um líder de taxistas, AS CARAS SÃO AS MESMAS...

Costumo evitar este tipo de alternativa, para não banalizar este legitimo direito de protestar. 
Ato pacíficos e ordeiros podem contribuir para uma solução. 

Não irei debater neste fórum, local, forma de organização e se haverá ou não. 

Vamos decidir em que data podemos fazer um ato público, por isso compareça e ajude a decidir

VOCÊ CONHECE ALGUÉM QUE ESTÁ COM PROCESSO TRAVADO ? 
OFÍCIOS NAS MÃOS E NÃO CONSEGUE FECHAR A TRANSFERÊNCIA ?
AUXILIAR QUE DEU BAIXA NO CARTÃO E ESTÁ A PÉ ?
VIÚVA OU HERDEIRO DE BENEFÍCIO ? DNM OU ANTIGA ?
AUXILIAR COM TEMPO DE SERVIÇO E DESEJA VER A LISTA PUBLICADA ?

Venha a nossa reunião no clube Garnier
Rua Ana Neri, 1540 - Rocha
Abertura dos portões: MEIO DIA ( 12:00HS)
Quinta feira, dia 28/02/2013

REUNIÃO DA ABRACOMTÁXI EM BELO HORIZONTE

REPRESENTANTES DE VÁRIAS CIDADES BRASILEIRAS
Associação que reúne cooperativas de todo o Brasil, estiveram reunidas hoje dia 25 de fevereiro no auditório do hotel Quality, em Belo Horizonte para tratar de assuntos de interesse da categoria.

Na pauta, projetos de lei em Brasilia sobre os direitos das autorizações, imposto de renda, invasão dos aplicativos e assuntos gerais da administração da associação.

Em Brasília, o assunto ainda não se encerrou, como muitos já postaram o link da reunião ocorrida em 18/02/2013.
COMENTANDO SOBRE A REUNIÃO OCORRIDA EM BRASILIA SEGUNDA FEIRA DIA 18/02

Senadores vão derrubar veto à lei que permite a taxistas transferir permissões

segunda-feira, 18/02/2013 - 22:36
Tópicos: 

CLÁUDIO HUMBERTO
O senador Gim Argello (DF), líder do PTB, obteve nesta segunda-feira o compromisso dos demais líderes de bancada para a derrubada do veto presidencial a um projeto de lei que beneficia os taxistas de todo o País. A articulação nesse sentido foi revelada na manhã desta segunda-feira pela rádio BandNews FM Brasília.
A lei aprovada no Congresso e vetada pela Presidência da República, autoriza a tranferência da permissão para familiares, em caso de morte. Com isso, a permissão passa a ter valor e pode vir a ser comercializada para outros profissionais devidamente habilitados.
Estiveram presentes à reunião que fechou questão na derrubada do veto os ministros Ideli Salvati (Relações Institucionais) e Luiz Inácio Adams (Advocacia Geral da União), além dos senadores Eduardo Braga (PMDB-AM), líder do governo no Senado; José Pimentel (PT-CE), líder do governo no Congresso; Wellington Dias (PI), líder do PT; Eunício Oliveira (CE), líder do PMDB; Alfredo Nascimento (AM), líder do PR; e os deputados federais José Gumarães (CE), líder do PT na Câmara, e o líder do PMDB. (Coluna de Cláudio Humberto)

DERRUBADA DO VETO ENCERRA DE VEZ A DISCUSSÃO SOBRE LICITAÇÃO NOS TÁXIS

Um Lei só pode ser declarada inconstitucional após transitada em julgado, quem pode declarar isto é o STF - SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

Em se tratando da matéria TÁXIS, desafio a encontrar esta palavra na CONSTITUIÇÃO FEDERAL, ou alguma Lei que expresse que o serviço de táxis é um SERVIÇO PÚBLICO e que DEVE SER LICITADO.

Esta lacuna pode ser muito bem preenchida por uma Lei Federal, ditando as regras, obdecendo outro principio da CF, o artigo 30.

EMPRESAS DE APLICATIVOS SÃO ALVO DE DEBATE NA ABRACOMTAXI

A entrada de empresas que focam apenas na intermediação entre taxistas e passageiros é vista com desconfiança pelos presidentes de cooperativas. 

Segundo alguns cooperados, em países com a Espanha e outros da Europa, as cooperativas praticamente desapareceram.

É preciso levar em conta os benefícios que uma cooperativa pode agregar a vida do taxista organizado sob este regime e a confusão de que o profissional depende apenas desta intermediação. 

Vamos abordar esta matéria na próxima edição impressa do mês de março

domingo, 24 de fevereiro de 2013

DIVULGUE NOSSA MOBILIZAÇÃO NESTA QUINTA FEIRA DIA 28/02/13 - A HORA É AGORA!



Boa tarde senhores presidentes de todas as cooperativas, estamos todos nos mesmo barco, só que tem muitos tripulantes que pensam que tem bote para todos, mas não é bem assim. 
Senhores presidentes, está na hora dos senhores reunirem todos os permissionários e auxiliares para por eles a par das coisas que estão acontecendo com a nossa categoria, se essa liminar da Abrataxi sair vai prejudicar muito, não só os auxiliares mas os permissionários, e as famílias deles, se algum desses permissionários vier a falecer a família dele como vai ficar sem ter da onde tira o sustento das crianças? 
Porque a autonomia dele volta para a prefeitura, se precisar de um auxiliar também não tem como arranjar um jeito de colocar um para trabalhar porque a liminar não vai deixar, esses taxistas que apoiam não estão vendo o perigo que eles estão entrando, quando eles perceberem será tarde demais.

Reúnam os cooperados e expliquem o que realmente está acontecendo, pois tem muitos taxistas que não estão sabendo.

Minha esposa pegou um táxi e o taxista não sabia o que está acontecendo. Está na hora de todos ficarem cientes do que está acontecendo.

Senhores presidentes façam a sua parte, comuniquem a todos o que pode acontecer caso essa liminar da Abrataxi seja aprovada, a categoria estará perdida, faça a diferença se una ao André para derrubar essa liminar.
 Os 120,00 reais que ele está solicitando não é nada pela dor de cabeça que está por vir para a viúva, os herdeiros, e os auxiliares.
Muitos que estão aplaudindo a Abrataxi, amanhã vão chorar e ai será tarde demais, compareçam a uma reunião do André senhores presidentes, e depois repassem isso para todos da cooperativa, e lembrem-se uma andorinha só não faz verão, precisamos nos unir contra a Abrataxi.

*********************************************************************************************************************************
Senhores presidentes, peço que postem em suas redes de PDA'S ou rádio frequencias o informe a seguir: 
MOBILIZAÇÃO EM FAVOR DA REABERTURA DA SMTR
REUNIÃO QUINTA FEIRA  28/02/2013
HORÁRIOS: 13 HORAS
LOCAL: CLUBE GARNIER 
ENDEREÇO:  RUA ANA NERI, 1540 - ROCHA
ENTRADA GRATUITA

QUANTO ESTÁ VALENDO UMA PERMISSÃO ? PERMISSIONÁRIOS AINDA ESTÃO "BOIANDO" NESTE ASSUNTO

Muitos adquiriram suas permissões através da desistência de outro, ou seja, tiveram que pagar altos valores para se tornar permissionário com a esperança da liquidez do investimento.

Muitos entram no táxi e o tratam como uma micro empresa, investiram tudo o que tinham, rescisões de trabalho, venderam apartamentos, depositaram economias neste negócio.

Estamos sob um momento de transição das regras, que se mudarem será muito prejudicial a quem vive a anos do táxi.

Falar somente dos investidores que compram táxis para alugar,e assim justificar suas ações, é uma grande enganação, pois sabemos que a maioria adquire uma permissão para trabalhar e muitos não gostam de colocar auxiliares, pois os mesmos não geram apenas cento e poucos reais de diárias, geram também muitos prejuízos como multas, batidas, avarias e são descuidados com os carros.

Esse casamento de auxiliar com permissionário nem sempre da certo, por esta razão, permissionários preferem ficar com o carro parado e rodar apenas em seu horário para evitar os prejuízos.

Não é todo permissionário que coloca dois auxiliares, isto acaba com o carro.

A prerrogativa de pedir o fim das transferências alegando os "exploradores" e pessoas que possuem mais de uma permissão em nome de familiares e laranjas, também não se sustenta.

Propor legislação que evite a entrada de exploradores, determinando que só possa se cadastrar um auxiliar, que só possa cadastrar um auxiliar após um ano de transferida a permissão, podem resolver esta questão.

Lutamos para conseguir a liberação das permissões cassadas e duvidaram, agora que as permissões estão para sair, entram na justiça para nos bloquear.

Impedir que viúvas e familiares recebam seus benefícios, a titulo de os deixarem a mingua, para que haja mais permissões para ser licitadas, isso não é bom para a categoria.

O pior, pediram para proibir que os permissionários de inscrevam NOVOS AUXILIARES em suas permissões e empresas locadoras , causando com isso o impedimento da prefeitura em cadastrar até quem já é taxista auxiliar e possui RATR, e depois vir aqui em nosso blog acusar a SMTR de excesso de zelo, ou arbitrariedade.

A abrataxi pode lutar pela categoria, propor ações que de fato venham organizar e melhorar a vida do taxista e não contrariar a vontade do povo e deixá los na berlinda.

Pedimos uma resposta da referida associação, que nos explique o porque de pedir a proibição dos permissionários de inscrever NOVOS AUXILIARES, que culminou no impedimento de muitos profissionais de exercerem suas profissões.

Ninguém é obrigado a pagar diárias, não dirigimos com grilhões amarrados aos nossos tornozelos e dirigir um táxi pagando diárias para muitos é a melhor opção de levar o sustento para casa.

No afã de atingir as empresas de táxis e investidores que sem poder colocar NOVOS AUXILIARES teriam que devolver suas permissões, estão prejudicando a vida dos atuais auxiliares.

Hoje uma permissão só tem valor para o permissionário e seu valor comercial acabou.


O QUE PODE SER FEITO ? COMO NOS DEFENDER ? 

Carreatas pedindo providências, e-mail para as redes de TV, rádios e jornais contando o problema, expondo a toda a sociedade essa problemática.

Compondo conosco da ação que estamos promovendo na justiça, para expor a quem resolve nossos pontos de vista. 

Para participar, leve uma cópia da CNH e do cartão ( permissionário ou auxiliar) ou protocolo ( SICOP), ou apenas CNH se for interessado em ser taxista. 

Há uma taxa única de R$ 120,00 para honrarmos o compromisso com o corpo juridico. 

Precisamos de 400 pessoas e já estamos com 218 cadastrados, precisamos da sua ajuda nesta hora!

Convoco meus amigos e companheiros de outras lutas a formarem conosco esse bloco. 

CLUBE GARNIER - RUA ANA NERI, 1540 - ROCHA - 13 HORAS

O OBJETIVO DA LICITAÇÃO É ENXUGAR A PRAÇA CARIOCA ** VAMOS FAZER UMA CARREATA ?

Dia 21 de janeiro de 2013, muitos taxistas foram surpreendidos com a noticia de que os serviços de transferência, inclusão de auxiliares e liberação das permissões cassadas e revogadas foram proibidos por esta decisão da 2ª Vara de Fazenda Pública, sob o processo nº 0304289-75.2012.8.19.0001

Neste processo os personagens são:

Autor:ASSOCIAÇÃO DOS TAXISTAS DO BRASIL ABRATAXI
Réu:         MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO

Por este motivo, dizemos: esta "briga" é entre uma associação de direito privado contra um ente público.

O taxista não está sendo processado, ele fica como terceiro neste processo, e terceiro prejudicado.

Quando a ABRATAXI entra na justiça, ela age em favor de seus associados e busca direitos que são extensíveis a toda a categoria. Mas que direitos são esses ?

Em sua inicial, narra que o Município não fiscaliza, coordena ou controla o sistema de táxis. Usam parte da petição que foi feita no primeiro processo e citam a decisão proferida na 13ª Vara de fazenda pública, que paralisou tudo em 2011.

Nesta mesma inicial, a associação pede da seguinte maneira:

O município deve se abster de :

a) .....

b) .....

c)  INSCREVER OU DE FAZER A INSCRIÇÃO DE NOVOS MOTORISTAS AUXILIARES, OU SEJA, NÃO MAIS PROCEDER A INCLUSÃO DE MOTORISTA AUXILIAR EM EMPRESA DE LOCAÇÃO OU AOS TITULARES DE PERMISSÃO.

d) .....


Esse pedido indica que a finalidade do pedido é impedir que motoristas permissionários e empresas de táxis contratem novos motoristas auxiliares, por isto alguns estão confundindo o que é um NOVO AUXILIAR.

Neste caso, fica comprovado que não importa se tem RATR ou NÃO, o objetivo é atingir o motorista permissionário, principalmente o investidor e as empresas de táxis.

Talvez em seu pedido, não tenha sido considerado esse efeito colateral, deixar os taxistas que possuem RATR de fora.

Essa discussão de que o município age com excesso de zelo, e que estão confundindo alhos com bugalhos, deve ser revisto, pois o que vale é o que está escrito.

O procurador já foi despachar com a juíza, e não recomendou que o município se abstenha de fazer os cartões para quem tem RATR a toa.

Tenho em minhas mãos, quase 100 páginas de documentos que reforçam minha tese e por este motivo o meu posicionamento.


SOU CONTRÁRIO AS IDEOLOGIAS DA ABRATAXI E VOU LUTAR CONTRA ELAS COM TODAS AS FORÇAS E A AJUDA DE VOCÊS!

Quanto ao pedido de LICITAÇÃO, muitos permissionários não se deram conta do risco que correm de perder seus direitos de sucessão. 

A COISA É MAIS GRAVE DO QUE SE PENSA. 

Estamos passando por um processo de mudança radical no sistema de escolha dos taxistas da cidade, em que o direito de indicar um outro motorista, através da transferência ou  admissão de um auxiliar, será mudado.

Acredito ser pouco provável conseguir licitar todas as permissões, poderia haver um acordo em que as permissões ficaria nas mãos dos atuais permissionários até sua morte ou desistencia. Nestes dois casos esta permissão seria devolvida ao municipio que depois faria a licitação para distribui la novamente. 

PROIBIR A INSCRIÇÃO DE QUEM POSSUI RATR ACELERA O RETORNO DAS PERMISSÕES AO MUNICIPIO PARA SEREM LICITADAS

"- Há, mas não queremos impedir que o motorista já cadastrado volte a trabalhar... "

Esta declaração é um tanto quanto duvidosa, pois não foi pedido que o município se abstenha de emitir cartões para quem possui RATR, mas foi o pedido indireto que fez a diferença, pediram que os motoristas fossem impedidos de contratar auxiliares.

Seria o mesmo que entrassem numa padaria e dissessem que não poderiam mais contratar novos padeiros para seu quadro de empregados. 

Eles não estão impedindo os padeiros de trabalhar, mas os donos de padarias de contratar padeiros. Entendeu ?

Caso o permissionário seja investidor ou viúva que aluga a permissão, este não poderá alugar nem para quem possui RATR, desta forma força a devolução da permissão, pois se a pessoa não dirige, teria que devolver. 

Este processo é longo e muito demorado, em Belo Horizonte em doze anos de processo, 117 viúvas estão com carros na garagem, a frota de lá é de aproxidamente 6.000 táxis.

Por isso quem está com processo não concluído, corre o risco de perder tudo o que investiu. 

LIMINAR PROÍBE A LIBERAÇÃO DAS PERMISSÕES CASSADAS, CONSEQUENTEMENTE A LISTA NÃO PODE SAIR

Que o município se abstenha de: 

a) ...
b) ...
c) ...
d) CEDER, TRANSFERIR, OUTORGAR OU PERMUTAR AS PERMISSÕES CASSADAS, PARA QUALQUER PESSOA SEM O DEVIDO PROCESSO LICITATÓRIO

Com base neste pedido, o artigo 6º da Lei municipal 5.492/12 está com seus efeitos suspensos. 

Não há por que liberar lista se esta não terá seus efeitos, que é o de contemplar o auxiliar com maior tempo de serviço. A quantidade de permissões existentes, serão disputadas por todo e qualquer motorista profissional que deseje ser taxista permissionário.

A Lei Municipal dividiria o bolo somente entre os que já prestam serviços como taxista auxiliar, mas a licitação promove a disputa com toda a sociedade, qualquer morador da cidade que queira participar. 

Se houver um critério de experiência, todo motorista profissional, um rodoviário por exemplo que está se aposentando, e tem uma boa indenização para comprar um carro melhor, sai na frente do auxiliar. 

Quem tem mais de dez anos pagando diárias e estava cheio de esperanças, deve lutar contra esta decisão.

O QUE PODE SER FEITO ? COMO NOS DEFENDER ? 

Carreatas pedindo providências, e-mail para as redes de TV, rádios e jornais contando o problema, expondo a toda a sociedade essa problemática.

Compondo conosco da ação que estamos promovendo na justiça, para expor a quem resolve nossos pontos de vista. 

Para participar, leve uma cópia da CNH e do cartão ( permissionário ou auxiliar) ou protocolo ( SICOP), ou apenas CNH se for interessado em ser taxista. 

Há uma taxa única de R$ 120,00 para honrarmos o compromisso com o corpo juridico. 

Precisamos de 400 pessoas e já estamos com 218 cadastrados, precisamos da sua ajuda nesta hora!

Convoco meus amigos e companheiros de outras lutas a formarem conosco esse bloco. 

CLUBE GARNIER - RUA ANA NERI, 1540 - ROCHA - 13 HORAS

Abaixo moviemntação do processo

Protocolo(s) no Tribunal de Justiça:201300032923   -   Data:  25/01/2013 
 
Existe petição/ofício a ser juntado ao processo.
18/02/2013  - Protocolo  201300807652  -  Proger   Comarca da Capital
 
Localização na serventia:Gabinete



VAMOS FAZER UMA CARREATA ?

JÁ PASSOU DA HORA DE NOS REUNIRMOS PARA AGIR, ESTA SEMANA PODEMOS RECEBER ALGUMA BOA NOTICIA DA JUSTIÇA. 

VAMOS NOS PREPARAR PARA UMA CARREATA NA QUINTA FEIRA ? 

LEVE O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS PARA ESTA REUNIÃO, VOCÊ QUE AINDA NÃO PARTICIPOU, VÁ E JUNTE SE A NÓS.

SÓ PARTIREMOS SE DECIDIRMOS EM ASSEMBLÉIA QUE SERÁ ABERTA A TODOS.

QUINTA FEIRA DIA 28/02/13
HORÁRIO: 13 HORAS
LOCAL: RUA ANA NERI, 1540 - ROCHA
CLUBE GARNIER
ENTRADA FRANCA
TRAJE: CAMISA BRANCA

sábado, 23 de fevereiro de 2013

CAR SERVICES N A MIRA DA POLÍCIA E DA SMTR


LORENZ ( AEROTAXI), DEPUTADO CARLOS ALBERTO E OS DELEGADOS FERNANDO VELOSO E FERNANDO REIS; TODOS À ESQUERDA

LORENZ, FARLEY E CAPITÃO PORTELLA ( OPERAÇÃO TÁXI LEGAL) WILLIAM BARRASOL, CARLOS ALBERTO LOPES ( LEI SECA) ANDRÉ DO TAXINFORME E CLÁUDIO PORTO DO SINDICATO

Quanta vezes vimos alguém ser preso e logo em seguida estar nas ruas ? Um crime é combatido e logo em seguida volta a acontecer ?

Quem faz o serviço de transportes de passageiros com carros particulares, está cometendo crime, entre eles o de exercício ilegal da profissão.

Às vésperas dos grandes jogos, em que o nosso serviço será muito requisitado, há uma preocupação em relação a segurança dos usuários.

Segundo o deputado Federal Carlos Alberto Lopes, Dr. Lei seca, o Governador do estado, Sérgio Cabral, tomou conhecimento desta modalidade que vem se tornando uma verdadeira "praga", os CAR SERVICES.

Capitão Portella, coordenador de fiscalização da SMTR - Secretaria Municipal de Transportes do Mun. do Rio de Janeiro, acrescentou que o prefeito demonstrou preocupação e ordenou que providencias fossem tomadas no sentido de inibir esta prática ilegal na cidade.

Os CAR SERVICES, VIP's ou EXECUTIVOS, como são chamados, invadiram a orla do Rio, tomando conta das portas dos hotéis do Leme até o Recreio dos Bandeirantes.
Atuam também em condomínios da Barra da Tijuca e Jacarepaguá e já chegaram a bairros como Jardin América, Vila da Penha, Campo Grande, Vila Valqueire, entre outros.

A forma de agir é quase sempre a mesma. É montada uma central telefônica que despacham corridas marcadas aos motoristas que usam carros particulares ( placas cinzas) para fazerem o transporte principalmente para os terminais aeroportos e rodoviária e pontos turísticos

A cobrança é feita através de tabela com valores pré fixados ou através de dispositivos conhecidos como trena eletrônica, que contam a KM e se multiplicam  por um valor fixo ( km rodado) depois é somado uma taxa de embarque ( bandeirada) .

O objetivo da reunião, foi unir forças da Policia Civil e SMTR, no combate a esta modalidade.

Segundo Portella, essa oportunidade de trabalhar em parceria com a CIVIL, vem de encontro com o programado pela secretaria de transportes, pois nos primeiros 90 dias, se concentrou em fiscalizar apenas os táxis amarelos e combate aos piratas amarelinhos, e que agora vão começar o combate aos clandestinos, que não podem ser chamados de falsos taxistas.pois não são taxistas.

O sub chefe de policia, Del. Fernando Veloso, disse que a policia irá agir no sentido de reprimir na forma da lei, todos os envolvidos neste esquema de transportes irregular, desde o motorista que presta o serviço, até o "dono" da Central, passando pelos funcionários dos hotéis que normalmente fazem a ponte entre os usuários e este serviço clandestino.

O delegado da DGPE- Diretoria Geral de Policia Especializada, Fernando Reis, acrescentou que poderia haver uma cópia do cartão do taxista ( CIAT) afixado no encosto de cabeça do banco traseiro do carona, a fim de facilitar a identificação do motorista oficial e contribuiu com sua experiência dando sugestões de estratégias no combate a esta prática, que por questões de sigilo policial não vamos informar por aqui.

Na próxima semana, haverá reuniões fechadas, sem a participação dos taxistas para a definição dos locais e datas das primeiras operações.

Vale lembrar aos ansiosos, que cobram máxima urgência nas ações, que estas podem levar algumas semanas para começar a ter frutos, pois há um serviço de inteligência a ser realizado e investigações a serem feitas.

 https://dedic.pcivil.rj.gov.br/principal.aspx


O taxista irá poder participar contribuindo com informações detalhadas, como nomes, locais, horários, placas de carros, fotos, videos e relatos da atividade, agindo de forma anonima através do disque denuncia ou no site da policia civil através do programa hora marcada ( dedic) https://dedic.pcivil.rj.gov.br/principal.aspx

Um e-mail exclusivo para este tipo de denuncia será disponibilizado, conforme já anunciamos.

A notícia foi muito bem recebida pelos taxistas presentes à reunião. Todos nós ouvimos e vemos diariamente o quanto nossos postos de trabalhos estão sendo invadidos sem ao menos serem incomodados.

Foi perguntado ainda, quanto as suspeitas de policiais envolvidos nesta prática, a resposta do sub Chefe de Policia foi a de que neste caso, a corregedoria de policia entraria no caso.

Aproveitando a oportunidade, acrescentamos que não basta apenas reprimir e retirar os carros irregulares, é preciso dar alternativa ao usuário, para isto é preciso também um plano de ocupação com pontos de taxis regulamentados, para que haja a oferta de transporte legal, O TÁXI LEGAL.

Esta ocupação poderia ser feita por táxis convencionais e especiais e de luxo, a idéia foi bem recebida pelas autoridades e poderá vir no pacote de medidas.

Agora é aguardar e confiar, como sempre damos estas notícias antes da imprensa convencional tomar conhecimento, por isto o taxista leitor do taxinforme, às vezes demora a ver a repercussão na ruas.

******************************************************************************


Cooperativa de Táxi pede fiscalização contra bandalhas na Rodoviária Novo Rio

MARCOS DIAZ E MARCOS BEZERRA     -     foto: WWW.OCBRJ.COOP.BR


LEIAM NO SITE DA ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS DO BRASIL, MATÉRIA SOBRE PEDIDO DE FISCALIZAÇÃO NA RODOVIÁRIA NOVO RIO





PROGRAMA TAXIANDO NA RADIO MANCHETE AM 760 -SEXTA PARA SABADO DE 00:00 AS 02:00

Companheiros, gravamos a entrevista no momento em que a concedi.

O audio não é dos melhores, ouça com o auxilio de um fone de ouvidos.

Vou pedir ao locutor da Rádio que nos envie um resumo do programa TAXIANDO  da Rádio Manchete AM 760

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

LIMINAR: ESTAMOS AGUARDANDO A APRECIAÇÃO DE UMA PETIÇÃO, LIMINAR PODE CAIR ATRAVÉS DA PRÓPRIA JUIZA DA 2ª VARA

A notícia de que a desembargadora negou provimento ao AGRAVO ( recurso) da Prefeitura, deixou muita gente desanimada e sem esperanças.

Essa decisão da desembargadora, é em função de súmula do tribunal, em que são adotados critérios para se reformar a decisão de um magistrado, neste caso, só derrubariam a liminar se houvesse risco para a parte ré ( prefeitura).

Os taxistas ainda não entenderam que o processo é contra a Prefeitura e não contra os taxistas.

Desta forma, o recurso será julgado em aproximadamente 30 a 40 dias.

Há expectativa de que através da petição que entramos, a juiza possa ter subsídios para rever sua decisão, que pode acontecer a qualquer momento.

Em nosso pedido ( petição), argumentamos que existem os terceiros prejudicados, como as pessoas que possuem RATR e os carros lacrados com processos publicados.

Decidimos voltar a abrir as reuniões a todos, e o horário é 13 horas em ponto.

Clube Garnier, Rua Ana Neri, 1540 - Rocha

Leve cópia do cartão ou protocolo ( SICOP),  habilitação se for taxista permissionário ou auxiliar.
Somente cópia da CNH se for interessado em ingressar na praça, como auxiliar ou permissionário.
Há uma taxa única de R$ 120,00 para custear o contrato com o corpo juridico.

Muitos querem saber informações e ficam apenas rezando para que esta liminar caia, e pouco fazem neste sentido.

Entramos neste processo com 161 pessoas e já temos mais de 50 para ingressar no segundo grupo, faça parte.

Divulgue em seu ponto, faça contatos por telefone, e-mail e convide os colegas a se unir nesta empreitada.

Percebo grande preocupação de alguns taxistas o quanto o advogado vai ganhar, se o André vai ganhar projeção social ou ficar conhecido com esta luta e se o André vai ser politico.

Preocupações com a vida dos outros e estão se esquecendo do seu próprio "rabo", como na hostória do macaquinho, em que o resultado pode ser muito importante para você.

Para liberar uma coisa, é preciso liberar todas as outras porque a liminar cai por inteiro.

A luta de um, é a luta de todos!

Não duvide que minha luta é a luta dos auxiliares, pela LIBERAÇÃO DAS PERMISSÕES CASSADAS E REVOGADAS, mas para que isso aconteça, temos que nos unir.

Viúvas, herdeiros, permissionários, auxiliares, pessoas com processos de transferências travados e demais personagens da praça.

Alguns técnicos ficam aqui no BLOG tecendo todo tipo de comentários se baseando apenas em parte das informações que são passadas por aqui.

Precisam entender que nem todos os assuntos da reunião de mobilização são informados. Uma coisa é o André como liderança de uma reunião e outra é o André que informa no BLOG. As informações passadas aqui, são suficientes parra dar um norte de que caminhos estamos seguindo, mas não podemos e nem devemos dar detalhes da atuação de todo o grupo, se quiser venha fazer parte deste.

As reuniões são importantes para falarmos das estratégias de defesa, sugestões e mobilização.

Precisamos colocar o bloco nas ruas, mas como fazer isto se você não vai as reuniões?

É lá que decidimos de acordo com os presentes se vamos fazer uma carreata ou passeata. Temos condições de fazer um protesto bem organizado, pacífico e com o apoio das autoridades, mas se você não for, como fazer ...
 ************************************************************************
*************************************************************************

HOJE A NOITE NA RÁDIO MANCHETE AM 760 DE 00:00 ÀS 02:00 ( sexta para sábado)
PROGRAMA TAXIANDO COM MARCELO. 
 NESTA RÁDIO VAMOS OUVIR ENTREVISTAS COM O ANDRÉ DO TÁXI E IVAN FERNANDES, FAZENDO SUAS COLOCAÇÕES SOBRE A PROBLEMÁTICA DA LIMINAR 

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

SMTR - CAFÉ DA MANHÃ DE CONFRATERNIZAÇÃO DAS EQUIPES QUE TRABALHARAM NO CARNAVAL 2013 - EXPLICANDO OS OBJETIVOS DE UMA LICITAÇÃO




Realizado dia 20/02/13, na sede da SMTR no Guerenguê - Jacarepaguá às 09 da manhã, o café da manhã reuniu as equipes de fiscais da Secretaria Municipal de Transportes, Coordenadoria de fiscalização, Policiais Militares do PROEIS, OPERAÇÃO TÁXI LEGAL e a equipe do jornal Taxinforme.

Na sede, podemos perceber que mudanças no aspecto físico do prédio, melhoraram depois que o Capitão Portella assumiu a direção. Segundo Farley e Roberto, integrantes da operação Táxi Legal, serviços básicos de limpeza foram feitos com o apoio dos funcionários, Comlurb e muita boa vontade.

O abandono do prédio, já havia sido relatado em matérias anteriores, e agora podemos ver que a limpeza e instalações melhoraram bastante, coisas básicas como um bebedouro, cadeiras e controle na entrada da portaria, vagas de estacionamento, limpeza da porta, retirada de mato ( capinaram).

Faz 90 dias que Carlos Osório assumiu a pasta, e ver estas mudanças acontecendo, é um sinal de esperança para a categoria que depende muito do bom funcionamento da SMTR.

Ouviu de uma funcionária, Eliane, declarar ao secretário que em 31 anos como servidora, está muito satisfeita com a administração de Osório.

No dia 20 de dezembro de 2012, relatamos ao secretário uma série de reivindicações que vem sendo atendidas aos poucos.

Situações como a burocracia e demora no andamento dos processos na sede da rua Dona Mariana, 48 - Botafogo, fiscalização, falta de informações, tarifas, entre outros, estão sendo tratadas.

Nosso canal de comunicação, visa "linkar" o taxista ao poder concedente, coisa jamais vista antes na categoria, mas a classe é bastante crítica, ao ponto de reclamar que estamos tendo um bom relacionamento e praticamente nos insita que deveríamos brigar com a Prefeitura aos invés de conversar.

problemas de mais de 30 anos não serão resolvidas em meia hora, isso é impossível, mas dando tempo ao tempo, vamos melhorando e colhendo frutos para TODA A CLASSE.

CARROS ELÉTRICOS NA FROTA CARIOCA

Notícia de primeira mão, carros elétricos serão testados na frota carioca em sistema de comodato. A fabricante Nissan, irá disponibilizar 15 unidades para atuar em teste durante um período. 

A escolha dos motoristas, será feita a critério do patrocinador. Os dois primeiros serão alocados no aeroporto Santos Dumont, e os demais ainda será divulgado. 

Os carros elétricos tem duas opção de recargas. Uma recarga de 08 horas, que pode ser ligada na tomada da garagem de casa, e outra que pode ser feita em 20 minutos em postos de abastecimentos que fazem em 20 minutos, que dependem de equipamentos para fazer a CARGA RÁPIDA. Ambos os abastecimentos dão uma autonomia de 160 KM. 

EM BUSCA DE UMA SOLUÇÃO PARA QUEM POSSUI RATR E OS CARROS LACRADOS COM PROCESSOS PUBLICADOS

Conversei com o secretário Carlos Osório sobre meu encontro com o presidente da associação que entrou com a liminar e a possibilidade de conversarmos a fim de encontrar uma solução para as pessoas que possuem RATR e os carros lacrados, ele não descartou a hipótese.

O secretário disse que entraria em contato pessoalmente com a procuradoria e nos daria uma resposta se existe essa possibilidade. 

Para quem está com um carro na garagem parado, ou é diarista e perdeu sua chance de trabalhar pois deu baixa em um cartão e não consegue entrar em outro, vem aqui no BLOG e despeja toda sua angustia me exigindo soluções rápidas, para um problema que foi criado pela ABRATAXI. 

Como eles mesmos já se dispuseram, a reunião deles é toda segunda feira no clube Magnatas, e eles também podem ajudá los a resolver esta situação, tendo em vista que é parte do processo. 

Essa biga na justiça, é entre a Abrataxi e a Prefeitura, nós estamos no meio como terceiros, por esta razão esta semana a desembargadora decidiu por não derrubar a liminar, uma vez que não há prejuízos ou danos irreparáveis ao ente público, perceba que não está faltando táxis para a população por exemplo, e todos os atos deixados de ser praticados, afetam tão somente aos trabalhadores e seus familiares.

ESTÃO ACOMODADOS ESPERANDO UMA SOLUÇÃO CAIR DO CÉU. ESTÃO PAGANDO PARA VER !

Percebo que grande parte das críticas ao meu trabalho é uma imensa preocupação de quanto o nosso advogado vai ganhar e não pelo resultado que podemos alcançar. 

Muitas insinuações de que lojistas estariam sendo a razão de meu trabalho, e me perguntam de que lado eu estou. 

Não existe essa coisa de lado, permissionários, auxiliares, viúvas, herdeiros, pessoas que querem entrar na praça, lojistas, despachantes, intermediadores e investidores estão todos no mesmo balaio. 

Quanto aos lojistas, não se iludam. Poucos foram os que reuniram as pessoas que eles conhecem e levaram até a reunião. Posso contar nos de dedos das mãos, os que mobilizaram 10 ou 20 pessoas para entrar nesta ação. Essa meia dúzia, chamaram seus colegas mais próximos, convidaram para nossa reunião e explicamos a situação, NENHUM SE OFERECEU PARA BANCAR $$$ NOSSAS AÇÕES. 

Parecem pouco ligar para o fato de se vai acabar ou não este comércio, existe um mito muito grande de que eles seriam os maiores interessados. 

Quanto as empresas de táxis, outro mito. Parece que toda a frota está repleta, e quem está não quer largar pois sabe que vai ficar sem poder entrar em outro carro, por isso também não estão interessados, ao menos não vieram nos procurar. 

Só quem está correndo atrás de soluções somos nós, posso afirmar isto quando abro os relatórios em nossa reunião em que mostramos os números, somente 210 pessoas entraram até o momento nesta ação que afeta a vida de 50 mil pessoas. 

Muitos sequer sabem o que está acontecendo, e só descobrem quando tem algum tipo de problema, a família só toma uma postura, quando perde seu ente e vai buscar informações, o auxiliar só procura, quando fica a pé. 

É engraçado quando recebo e vou continuar recebendo ex-associados da parte autora desta ação. Chegam contando que pagaram x valores para travar tudo, se desculpam porque já me xingaram e clamam por uma saída para a enrascada que ele mesmo criou, pois estão desembarcados e não tem qualquer suporte.

HONESTAMENTE DÁ MUITA VONTADE DE DEIXAR TUDO PRA LÁ...

QUAL O OBJETIVO DA ABRATAXI ?

Se não houver uma força contrária a tudo isso, com certeza já posso supor com muita convicção o final desta história. 

O auxiliar deixando de ser taxista, por não conseguir entrar em outro carro, permissionários sem ter chance de vencer uma LICITAÇÃO.

Não existe direito adquirido em permissão, os permissionários que assim pensam, vão cair do cavalo. 

Socialismo utópico 

As idéias do socialismo utópico foram desenvolvidas na primeira metade do século XIX, tinham propostas delineadas por mudanças sociais já muito desejadas na época, para construir uma sociedade justa e igualitária. Porém, ao mesmo tempo em que expressava os seus “sonhos” de sociedade, não descrevia quais meios e ferramentas seriam necessárias para alcançar tais conquistas.

Analisando friamente a ideologia seguida pela ABRATAXI, eles pretendem ABRIR O MERCADO. 

Seria uma grande mudança no sistema de táxis, talvez fosse o melhor para a população/usuário. 

Ao pedir a LICITAÇÃO, todos aqueles que hoje vivem como investidores, viúvas que não trabalham, empresas e os auxiliares, seriam retirados do mercado, todos teriam que devolver suas permissões a Prefeitura que abria as portas a qualquer um da sociedade participar do processo seletivo. 

Funcionário público, fora, empresários, fora, viúvas, iriam viver apenas da pensão do INSS, taxista aposentado, idem.

Quem entraria ? 

Os que possuirem melhores condições de prestar o serviço. Melhor carro, melhor profissional, com maiores habiliadades, linguas estrangeiras.

Para que não haja um impacto muito grande na vida de quem só sabe dirigir um táxi, é possível que a permissão fique com a pessoa até ela morrer ou desistir.

Investidores por não poder contratar um novo auxiliar, teria que devolver sua permissão. 
Viuvas que não dirigem, também devolveriam para a prefeitura.

De tempos em tempos, a Prefeitura pegaria estas permissões e faria a licitação para repor a frota.

A licitação, não dá garantias que o auxiliar, e muito menos os que são associados saiam na frente de um processo de escolha como a licitação. 

Se a licitação for direcionada, não é uma licitação.

Quer um exemplo: 

Um hospital público contrata enfermeiros terceirizados e depois decide fazer um CONCURSO PÚBLICO.
Você acredita que estes terceirizados terão prioridade no concurso ? 
NÃO, eles vão concorrer junto com tantos outros enfermeiros capacitados

Em nosso caso, o tempo de serviço conta, mas também é considerado o tempo em que se trabalhou como MOTORISTA PROFISSIONAL, que é isso que somos. 

Quem tem dúvidas que somos classificados assim, basta lembrar da frase que gritam quando fazemos alguma bandalha ou cometemos um erro no trânsito: 
"- É PROFISSIONAL!"

PROPOSTA "A" GARNIER: 

O mercado continua nas mãos dos taxistas e buscamos regras para retirar investidores, como a transferência será priorizada ao auxiliar, através da Lei municipal 5.492/12 e outros dispositivos a serem criados.

PROPOSTA "B" ABRATAXI : 

Permitimos que qualquer um do povo participe, disputemos as próximas permissões com toda a sociedade na forma de licitação.

Nenhum texto ou nota oficial foi passada pela associação citada. Esta matéria quanto aos seus objetivos são um relato do que vem sendo demonstrado pelas suas ações na justiça e declarações em jornais de grande circulação. 

PORQUE O JUDICIÁRIO ( tribunal) AO INVÉS DO LEGISLATIVO ( Câmara) ou EXECUTIVO ( Prefeitura)


A escolha de mudar o sistema de táxis pelo judiciário, é porque quem não conhece o sistema de táxis, acredita ser uma aberração não existir uma licitação na escolha dos motoristas. 

O legislativo e o executivo, conhecem de perto nossa categoria, nossos anseios e necessidades e não concordam com a possibilidade de as familias ficarem desamparadas. 

O prefeito Eduardo Paes, declarou que se fosse começar hoje o sistema de táxis, poderia usar  a licitação como meio, mas 40 anos depois de um sistema instituido, iria mante lo.

O presidente da Câmara, vereador Jorge Felippe, defende que os direitos das viúvas, permissionários e a possibilidade de um auxiliar ganhar sua permissão seja mantido. Ele é filho de taxista e sabe como poucas autoridades a REALIDADE da vida do taxista. 

Se for feito um plebiscito quanto as propostas apresentadas aos taxistas, qual seria o resultado ? 

Será que os taxistas auxiliares e permissionários apoiariam esta idéia de licitação ? 

*********************************************************************************
HOJE ATINGIMOS 538 MIL ACESSOS! OBRIGADO PELA CONFIANÇA!!!
*********************************************************************************

CLUBE GARNIER - RUA ANA NERI, 1540 - ROCHA
Nesta semana vamos fazer um mutirão para organizar as fichas dos colegas que participaram deste movimento e vamos ligar para todos eles.

11:00 - MUTIRÃO
13:00 - REUNIÃO FECHADA 
13: 30 - REUNIÃO ABERTA A TODOS

*******************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************
Agradecemos ao apresentador Wagner Montes, do programa Balanço Geral da emissora Record, pelo "Alô" sobre nossa questão em seu programa de TV. 

Obriga Wagner - Escraaaaxa!!!!




terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

VITÓRIAS DA ABRATAXI, NÃO SÃO VITÓRIAS DE TODOS OS TAXISTAS E MUITO MENOS DOS AUXILIARES

Noticiei nesta tarde que a ABRATAXI obteve uma vitória por 3 a zero na 9ª Câmara cível do tribunal do RJ, e muitos já balançaram e começaram a tecer comentários sem ao menos aguardar o complemento da matéria.

Esta "vitória" se refere ao processo:

No: 0021195-53.2011.8.19.0001

TJ/RJ - 19/2/2013 22:28 - Segunda Instância - Autuado em 10/9/2012
Classe:APELACAO / REEXAME NECESSARIO
Assunto:
Transporte Terrestre / Concessão / Permissão / Autorização / Serviços
  
  
Órgão Julgador:NONA CAMARA CIVEL
Relator:DES. CARLOS EDUARDO MOREIRA DA SILVA
Revisor:DES. JOSE ROBERTO PORTUGAL COMPASSO
APTE:MUNICIPIO DO RIO DE JANEIRO
APDO:

ASSOCIACAO DOS TAXISTAS DO BRASIL ABRATAXI e outro
Data da Sessão:19/02/2013 13:00


Este foi o primeiro processo que paralisou a praça em 2011, e todos tiveram a sensação de A LIMINAR CAIU. Na verdade o que a liminar pedia foi atendido pela Lei 5.492/12 e a sentença foi favorável a parte autora.

Como a ação é contra um ente público, obrigatoriamente ela tem "duplo grau obrigatório", ou seja, passa em 1º e 2ª instancias obrigatoriamente.

Neste segundo julgamento, a decisão foi em favor dos autores, a Abrataxi e o Ministério público.

Os efeitos desta decisão não vão impactar na vida dos taxistas, pois ainda não transitou em julgado.

Como a decisão foi unanime, o processo poderá ser recorrido agora em Brasília, no STJ, através de um recurso especial.

Somente a PGM - Procuradoria Geral do Municipio é quem poderá entrar nesta ação para nos defender.

Em modos práticos, caso a última liminar seja derrubada, lá na frente esta decisão poderá interferir na vida dos taxistas.

Se hoje pudessem fazer transferências, daqui a uns dois anos ou mais, esta pessoa seria afetada por esta decisão.


***********************************************************************************************

DESEMBARGADORA NEGA SUSPENSÃO DA LIMINAR ( 18/02)


Algumas pessoas entraram em nosso blog dizendo: A prefeitura perdeu! A ABRATAXI ganhou!

A desembargadora, ao tratar do AGRAVO ( recurso) impetrado pela Prefeitura, apenas negou de pronto a decisão de derrubar a liminar e adotou uma tramitação longa, que pode demorar de 30 a 40 dias.

Após decorridos os prazos para que a juiza e a Abrataxi se manifestem, haverá apreciação do AGRAVO, ele será julgado.

Antes disso, há petições a serem consideradas na própria 2ª Vara de fazenda, como o pedido do nosso corpo juridico e da prefeitura.

Neste caso, a própria juiza que proferiu a liminar, pode reformar sua decisão em razão de fatos apresentados por nossa defesa e documentos encaminhados a fim de instruir este processo.

Quanto ao investimento que fizemos em contratar um advogado, que nos custou R$ 120,00 por pessoa, o trabalho está sendo muito bem feito.

Quando fizemos uma manifestação e fomos recebidos pela 2ª Vara de Fazenda pública, fomos orientados a constituir advogados e formalizar nossas colocações, e assim procedemos.

Aqueles que desejarem buscar ajuda gratuita  LIGUEM PARA 129 ( DEFENSORIA PÚBLICA )  VAI SER AGENDADO PARA DEFENSORIA DE FAZENDA.
ENDEREÇO : RUA SÃO JOSÉ Nº 35 13º ANDAR - CENTRO - RJ

Decidimos pagar os R$ 120,00 em assembléia realizada no clube Garnier e abrimos a todas as pessoas. 
Este é o caminho que vamos trilhar em busca de uma solução. 

O senhor Jorge Fernando, que está se aproveitando para dizer que pagou R$120,00 e que o André é isso ou aquilo, não consta da lista de pessoas que entraram na ação. 

Este mesmo senhor Jorge Fernando, está postando uma homenagem sem cessar do taxista e advogado Daniel Alves, que se confundiu em afirmar que existe uma decisão neste processo justificando que esta não afeta quem possui RATR.

Esta decisão esclarecedora em relação a quem possui RATR, saiu no processo de 2011 ( numero citado a cima) no dia 04/10/2011. Com relação ao atual problema de quem tem RATR, eu conversei inclusive com o Ivan Fernandes, presidente da Abrataxi, hoje na saída do Fórum.

ESCLARECENDO A SITUAÇÃO DE QUEM POSSUI RATR

Não é de se esconder de ninguém que possuo um conflito de ideologias, e sou contrário as propostas da ABRATAXI,porém, conversei com o presidente da entidade sobre esse impasse que muitos taxistas auxiliares estão vivendo.

Expliquei que o entendimento da Prefeitura é que se der baixa em um cartão de auxiliar numa permissão Nº 1 e der entrada em outro cartão noutra permissão Nº 2, este auxiliar poderia ser considerado UM NOVO AUXILIAR NA PERMISSÃO Nº 2, e a ABRATAXI poderia questionar a Prefeitura alegando descumprimento de decisão judicial. 

Ivan Fernandes, esclareceu que nunca foi a intenção da abrataxi proibir auxiliares de trocarem de carro, e admitiu que quem possui RATR deveria ter esse direito. 

Estamos diante de um impasse, vou buscar um entendimento entre as partes EXTRAJUDICIALMENTE e saber se há possibilidade de ambos informarem a justiça que quem possui RATR, deveria estar de fora desta briga. 

Já fizemos esta informação através de nosso advogado, caso seja necessário, vamos todos sentar a mesa e RESOLVER, pois o que não pode é o auxiliar me ligar em desespero porque não tem dinheiro para comprar um tenis para a filha ir a escola, para comprar comida ou pagar o aluguel de casa por exemplos.

A sugestão de se preciso for, que se assine um documento, partiu do presidente da Abrataxi. 

Deixo bem claro para nossos leitores que o importante é a solução, seja por qual via for, que não há nada de pessoal nesta "briga" e que vou lutar com todas as minhas forças para manter nossos direitos e principalmente LIBERAR AS PERMISSÕES CASSADAS E REVOGADAS, nossa bandeira principal.

LICITAÇÃO, PODE SER UMA VITÓRIA MESMO ?


As notícias acima, está sendo comemorada por muitos associados da parte autora, que acreditam que a única chance de ganhar uma permissão seria através da LICITAÇÃO, mas será que eles sabem o que estão comemorando ?

Pela Lei 5.492/12, os auxiliares com maior tempo de serviço serão contemplados com uma permissão. Esta possibilidade foi confirmada em entrevistas nas rádios band News e tupi, concedidas pelo Prefeito que disse que as permissões serão liberadas tão logo esta liminar seja derrubada.

Através de uma licitação, a espera pode levar anos, em Belo Horizonte/MG, levou 12 anos. 
Além disso, o critério de maior tempo de serviço, pode ser levado em conta, mas a concorrência aumenta, pois o tempo de serviço como motorista profissional também é levado em conta. 

A LICITAÇÃO é um processo de escolha impessoal que poderia ser adotado pelo adminstrador, mas colocaria os auxiliares, permissionários e TODO CIDADÃO CARIOCA, pessoa natural ( física) ou pessoa jurídica ( empresa) em condições de concorrer. 

Quem teria mais chances ?

A) O AUXILIAR COM MAIOR TEMPO DE SERVIÇO PELA LEI 5.492/12

B) O AUXILIAR, CONCORRENDO COM TODA A SOCIEDADE E EMPRESAS COM ALTO PODER ECONÔMICO.

Se você respondeu a letra "A", esta é a ideologia que persigo, NO GARNIER

Se você respondeu a letra " B", fique ou vá para a ABRATAXI

*********************************************************************************************************

CONTRA DECISÃO JUDICIAL, NÃO CABE MANDADO DE SEGURANÇA

Vários "ADEVOGADIOS" de plantão em nosso blog, estão estimulando que entrem com um mandato de segurança, o que neste caso não é o remédio adequado, informou nosso advogado contratado. 

Não existe mandado de segurança contra decisão judicial, os caminhos são outros. 

Esse senhor Jorge Fernando, não consta de nossa lista de companheiros, portanto não há razão em dar crédito as suas colocações.

************************************************************************************************************************

RESPEITO É BOM, E TODO MUNDO GOSTA!

Poucos dias atrás pedi que evitássemos xingamentos e ataques diretos. 

Se você não concorda com minhas ações ou propostas, isto é valido, mas por favor saibam expressar sua insatisfação ou sugestão.

Se você se sente prejudicado pelas ações da ABRATAXI, demonstre o que ela te prejudicou, mas evite palavras de baixo calão. 

Lembre se que nossas familias acessam esta página, crianças, filhos e filhas de colegas. 

Já temos um péssima imagem para algumas pessoas na sociedade, não precisamos passar este atestado de mal educado aqui na internet.

Rivalidades, diferenças e confrontos sempre irão existir, viva a demnocracia!

*****************************************************************************************************************************

HOJE DIA 20/02/2013, WAGNER MONTES DO PROGRAMA BALANÇO GERAL DA RECORD, VAI MANDAR UM ALÔ SOBRE A QUESTÃO DOS TAXISTAS IMPEDIDOS DE TRABALHAR EM SEU PROGRAMA. 

SEGUNDO O PRODUTOR, DEVE SER ENTRE 14:00 E 14:30 HS
********************************************************************************************************************************

CLUBE GARNIER - RUA ANA NERI, 1540 - ROCHA
Nesta semana vamos fazer um mutirão para organizar as fichas dos colegas que participaram deste movimento e vamos ligar para todos eles.

11:00 - MUTIRÃO
13:00 - REUNIÃO FECHADA 
13: 30 - REUNIÃO ABERTA A TODOS